terça-feira, 14 de maio de 2013

Camisas - Associação Atlética Santa Ritense - Santa Rita do Passa Quatro SP

A Série A2 acabou, de maneira estranha, a bem de verdade. É estranho ver um time ser campeão sob vaias, mas há toda uma explicação para isso. Tentei ir para o jogo, mas não consegui o ingresso, então, tive de ver pela TV mesmo. Mais considerações sobre a A2, a A3 e a própria Série B ficarão para mais tarde.

Venho cá com uma peça que consegui, mas que tenho poucas informações sobre. Trata-se de uma camisa da Associação Atlética Santa Ritense, de SP.


Fundada em 25/01/27, a agremiação começou a disputar as divisões de acesso a partir dos anos 60, e ficou nessa toada por muitos anos. Ao todo, foram 20 participações, a maior parte delas na 3ª Divisão, com algumas passagens esporádicas na 4ª e 5ª.


A última vez que vimos a Santa Ritense no futebol profissional foi em 2004. Desde então, o clube passou apenas a administrar seu patrimônio social, que pelo que dizem, é consideravelmente grande. Mas quem quer que queira ver a Vermelhinha em ação, a equipe disputa o campeonato amador da cidade, mandando suas partidas no estádio José Pereira da Silva (que abriga até 5,500 torcedores), estádio que sempre foi a casa da AASR.


Seria bom ver a Santa Ritense voltar ao profissionalismo, mas apesar de possuir um grande patrimônio, seria muito arriscado voltar às competições oficiais da FPF. Sobre os torneios amadores de Santa Rita do Passa Quatro, poucas são as informações disponíveis (ou seja, quem quer que saiba algo à respeito, por favor compartilhe). Sobre a camisa em si, aparentemente ela é dos anos 90, pois divide o mesmo layout que o da Matonense, por exemplo, o que é justificável pelo fato de ambas terem sido confeccionadas pela Elite (que por sinal voltou à Matonense). Mas não consigo especificar o ano, algo a partir de 99, ano de sua última volta ao profissionalismo.

Quem tiver qualquer informação, história ou causo sobre a Santa Ritense, por favor compartilhe conosco. Há mais por vir na quinta feira, pelo menos assim espero. Até lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário