domingo, 2 de junho de 2013

Real Oviedo

A saga do Real Oviedo foi no mínimo comovente. Não consigo imaginar a sensação que deve vir quando se pensa que o seu time pode desaparecer, tudo por causa de más gestões. Voltando um pouco; o time das Astúrias estava com uma dívida mastodônica, e sem perspectivas de pagá-la. Como na Europa os clubes são empresas, a falência era iminente. Tendo isso em vista, a diretoria do clube decidiu expandir as opções de entrada de capital no clube. Explica-se; o valor das ações diminuiu, logo, não era necessário contar com um grande capital para ser um acionista do clube, e o principal alvo dessa ação eram os torcedores.

Nesse cenário, a torcida começou a se mobilizar, criando fanzines, filmes e tudo quanto é tipo de material, com uma mensagem; nos ajudem a salvar o Real Oviedo, e podemos dizer que deu resultado. A cidade de Oviedo entrou no espírito da coisa toda e passou a apoiar a iniciativa incondicionalmente. De maneira inesperada, pessoas de outros países também ajudaram. Asturianos ilustres, como o piloto da Ferrari, Fernando Alonso, e jogadores que passaram pelo time, como Michu, Cazorla e Mata, todos atuando na Premier League inglesa, também ajudaram.

Tudo isso documentado em um curta metragem, que pode ser visto aqui. Eu não sei como inserir legendas nesse treco, então, terão de se virar com seu inglês e espanhol. Mas a mensagem do filme é clara, e pode ser compreendida de qualquer maneira, independente do idioma falado, assim como a linguagem do futebol.

Para não terminar o texto de maneira brega, simplesmente faço isso; recomendo que você use de pouco mais de 15 minutos de seu dia para ver isso, pois vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário